”VIVER A VIDA”: Sandrinha é assassinada na favela

Posted on janeiro 23, 2010 por

0


Destaque da Matéria

Segundo uma fonte ligada à produção da novela, o autor Manoel Carlos usará a história da irmã de Helena (Taís Araújo) para tratar na ficção de uma triste realidade. Ela será mais uma vítima da violência urbana e morrerá assassinada num confronto na favela. Situação, aliás, provocada pelo próprio homem a quem ela tanto ama e que é o pai de seu filho, José.

Já nos próximos capítulos, Benê, que na verdade nunca se afastou do crime, passará a servir os poderosos do tráfico e a cometer assaltos. Sandrinha bem que tentará, mais uma vez, afastar o companheiro desse caminho cruel. Ela, inclusive, se oferece para se empregar na creche da comunidade, e sustentar, assim, a família, enquanto Benê não consegue um emprego. Mas ele não só recusa a ajuda da namorada como a impede de trabalhar, ordenando que fique em casa cuidando do herdeiro.

Tiroteio e morte

Ameaçada pelo marginal, Sandrinha obedece. E passa a viver na maior tensão, cercada de perigos por todos os lados. Tal situação não vai passar desapercebida para Helena, que continuará visitando a irmã no morro. Temendo pela segurança dela, a modelo propõe a Sandra que vá morar em sua residência, para o bem de José. Só que, envolvida por Benê, a jovem repudia a ideia. Helena, então, pede à garota que lhe entregue o sobrinho para que ela possa criá-lo num ambiente mais saudável. Afinal, além de tia, é madrinha da criança. Benê, no entanto, não permite que isso aconteça.

Mais para frente, após se envolver num golpe perigoso, Benê é caçado por policiais. E, num terrível tiroteio entre as autoridades e os traficantes, quem acabará morrendo no lugar do malandro será Sandrinha. Completamente destroçadas, Helena e a mãe, Edite (Lica Oliveira), resgatam o pequeno José na favela. E a modelo acabará criando-o como se fosse o filho que tanto deseja, assegurando que ele tenha um destino mais feliz do que sua irmã.

Posted in: Audiencia E TV