Alessandra Maestrini aproveita o papel de cantora lírica e mostra o potencial de sua voz

Posted on janeiro 25, 2010 por

0


A expressão “feliz como criança” cai como uma luva no atual estado de espírito de Alessandra Maestrini. Com uma forte carreira no teatro –em especial, musicais–, se tornou conhecida ao encarnar a divertida diarista Bozena em “Toma Lá Dá Cá”, ela emenda piadas, não segura o riso e exibe um orgulho manifesto ao falar de Ditta, sua personagem em “Tempos Modernos”.“Mesmo que não houvesse essa gostosa brincadeira de ir da empregada cômica para a diva dramática, estou adorando o texto do Bosco Brasil. E me sinto abençoada pela oportunidade de mostrar virtuosismo na parte musical”, comenta a atriz, que voltou a fazer aulas de canto lírico na preparação para a personagem, que aparecerá apresentando trechos de óperas como “Carmen”, de Georges Bizet, e “Tosca”, de Giacomo Puccini.

As cenas serão a oportunidade de Alessandra apresentar, na TV, a potência vocal de soprano lírico que fazia a alegria da família e das professoras de canto na adolescência. “O sonho da minha mãe e das professoras sempre foi que eu cantasse ópera. E eu, como comecei a estudar aos 15, achava isso muito careta”, relembra, às gargalhadas.

O investimento na carreira artística também é um sonho de Ditta, que abandona a família para se realizar como cantora erudita internacional. O resultado é uma relação para lá de delicada com o ex-marido roqueiro, Ramón, e os filhos Jannis e Led –vividos, respectivamente, por Leonardo Medeiros, Aline Peixoto e Guilherme Leicam.

“Ela e o Ramón têm essa rixa justamente na área musical. Então, acho que, em um certo momento, ele deve ter dito ‘ou a sua ou a minha’ e a Ditta tomou o rumo dela para não morrer de infelicidade. Isso apesar do imenso amor e saudades dos filhos”, analisa.

Posted in: Audiencia E TV